Grandes estúdios se reúnem para discutir greve dos roteiristas e atores

Bryan-Cranston-na-greve Grandes estúdios se reúnem para discutir greve dos roteiristas e atores

Os grandes estúdios de Hollywood começaram a se reunir para tratar das greves em curso na indústria. Com o cinema em crise conforme a greve dos roteiristas entra em seu quarto mês e os atores se juntam a eles, as negociações entre os sindicatos e os estúdios são inexistentes até o momento. No entanto, parece que isso está prestes a mudar.

De acordo com o Puck News, na sexta-feira passada, alguns dos diretores executivos de Hollywood dos principais estúdios da indústria, incluindo a Disney, se reuniram para discutir os próximos passos em relação às greves dos roteiristas e dos atores. Os executivos da Disney Entertainment, Dana Walden e Alan Bergman, estiveram presentes nesta reunião.

A conversa tinha o objetivo de colocar Hollywood em movimento novamente, com muitos dos produtores manifestando o desejo de voltar à mesa de negociações. Vários participantes insistiram para que os membros se alinhassem melhor nas questões-chave – coisas como taxas residuais e transparência de dados – para que a negociadora-chefe, Carol Lombardini, soubesse o que era ou não aceitável para os membros.

A ideia geral das discussões parece ser com a intenção de buscar acordos, com alguma mentalidade mútua entre os produtores sobre tópicos específicos sobre os problemas com inteligência artificial e da proteção dos direitos dos atores sobre suas semelhanças digitais, uma vez que eles são “muito próximos” dessas questões.

As diferenças entre estúdios também apresentam empecilhos

De acordo com o site, o grande problema para os estúdios é a distância entre eles em algumas questões, já que algumas companhias, como a Netflix, têm um modelo de negócios muito diferente dos estúdios de mídia tradicionais, como a Disney.

Eles nunca foram um grupo unido”, disse um insider para o The Wrap. “É errado pensar neles como uma união. Este é um grupo de pessoas muito fragmentado. A união é uma só. Os estúdios são muitos e tentam alinhar agendas delicadamente. Mas eles têm que ter muito cuidado com as informações competitivas. O que você está dizendo sobre as próximas tendências sobre as quais você está tratando na frente de Max e Disney?”.

Não se sabe quando os sindicatos e os estúdios voltarão a se reunir para negociar, mas, em algum momento, eles precisarão começar a se reunir regularmente para resolver a situação. 

Atualizado em 01/08/2023

Foto do autor

Ana Gambale

Estudante de Cinema e Audiovisual, fã de Disney e Pixar, cultura pop e internet, viciada em k-pop e eterna amante de séries.

Deixe um comentário