Defesa de Scarlett Johansson diz que Disney tem medo de manter público o processo de Viúva Negra


Viuva-Negra-Scarlett-Johansson-1024x576 Defesa de Scarlett Johansson diz que Disney tem medo de manter público o processo de Viúva Negra

Uma das questões mais polêmicas em relação à Disney nos últimos tempos é o processo de Scarlett Johansson, que conquistou a mídia. Caso você tenha perdido, a atriz está processando a Disney depois que a empresa lançou Viúva Negra no Premier Access do Disney+, ao mesmo tempo em que lançou o filme simultaneamente nos cinemas. De acordo com a equipe jurídica de Johansson, seu contrato previa que o filme teria um lançamento exclusivo nos cinemas, e parte da receita de Johansson viria das vendas de ingressos. Argumenta-se que, ao lançar o filme no Premier Access, parte da receita de bilheteria foi perdida, prejudicando o salário da atriz.

Depois que a ação ganhou as manchetes, vimos grandes nomes se manifestarem sobre o assunto, como Kevin Feige, Dave Bautista, James Gunn e até um rumor de que Emma Stone estaria considerando seguir os passos de Scarlett. A equipe de defesa da Disney chamou o processo de campanha de factoide e Bob Chapek, CEO da Disney, defendeu publicamente que a estratégia de lançamento de Viúva Negra foi a melhor possível.

Na semana passada, um advogado da Disney revelou que a empresa tentará levar o caso dos tribunais para o que se chama de arbitragem. Trata-se de um método de resolução de conflitos fora do Poder Judiciário, por meio de um terceiro imparcial, o que garantiria sigilo aos dados do processo, evitando mais exposição e comentários negativos que possam surgir.

E agora, conforme apurou o Deadline, a defesa de Scarlett respondeu a essa tentativa de mudança no curso do processo:

Depois de inicialmente responder a este litígio com um ataque misógino contra Scarlett Johansson, a Disney está agora, previsivelmente, tentando esconder sua má conduta em uma arbitragem confidencial”, disse o principal advogado, John Berlinski.

E complementou:

Por que a Disney tem tanto medo de litigar este caso em público? […] Porque sabe que as promessas da Marvel de dar à Viúva Negra um típico lançamento no cinemas ‘como seus outros filmes’ tinham tudo a ver com garantir que a Disney não canibalizasse as receitas de bilheteria para aumentar as assinaturas do Disney+ […]. exatamente o que aconteceu – e estamos ansiosos para apresentar a evidência esmagadora que prova isso.

Com a Disney buscando a arbitragem e Scarlett Johansson seguindo firme na posição contrária, é bem provável que surjam novos capítulos desse polêmico caso.

Os próximos filmes da Marvel Studios programados para os cinemas são Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis e Eternos. No caso do primeiro, é certo que o lançamento será 100% nas telonas, o que foi inclusive motivo para outra polêmica, quando o chefão da Disney classificou a estreia como um experimento, gerando reação imediata do astro Simu Liu.

Já no caso de Eternos, o filme ainda prevê estreia exclusiva nos cinemas, mas Kevin Feige, presidente da Marvel Studios, comentou recentemente que um lançamento híbrido, isto é, cinemas + streaming, pode ser uma boa opção.

Siga o Guia Disney+ Brasil nas redes sociais e fique por dentro das dicas, novidades e lançamentos do streaming da Disney.
• facebook.com/guiadisneyplus
• twitter.com/guiadisneyplus
• instagram.com/guiadisneyplus
• pinterest.com/guiadisneyplus

Atualizado em 22/08/2021


1 comentário

    • Marcos Antônio Botim em 22/08/2021 às 22:18
    • Responder

    Eu acho que alguns funcionários da matriz da Disney nos EUA, erraram porque, se houve problema, dá pelo menos US$ 50,000,000 de indenização pra atriz. As vezes funciona.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.