Por que o Reino Quântico de Homem-Formiga 3 jamais poderia existir?

Homem-Formiga-e-a-Vespa-Quantumania Por que o Reino Quântico de Homem-Formiga 3 jamais poderia existir?

O Reino Quântico de Homem-Formiga 3 não poderia existir na vida real, ainda que a verdadeira ciência quântica possa parecer mais estranha do que a criada pela Marvel. Quantumania chegou ao público este ano e trouxe uma nova perspectiva do Multiverso pela visão minúscula do herói de Scott Lang. Porém, ela é baseada em uma física completamente criada para o filme.

Nas várias interpretações da mecânica quântica e nas teorias propostas para a gravidade quântica, há um tema consistente: as menores escalas da realidade não são nada parecidas com o mundo que os seres humanos experimentam.

À primeira vista, Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania parece levar essa expectativa a sério, já que retrata o universo subatômico com regras inesperadas, até mesmo para os padrões do MCU, com organismos estranhos e paisagens surreais. No entanto, qualquer físico diria que as leis quânticas mostradas no blockbuster não se manifestam como na vida real.

Em primeiro lugar, seria impossível visitar o Reino Quântico da Marvel. No universo da franquia, a partícula Pym existe para explicar como os personagens conseguem chegar lá, uma vez que eles diminuem de tamanho. Se isso acontecesse de verdade, as consequências seriam catastróficas.

Acontece que, quando um objeto perde seu volume sem perder sua massa, como é visto em Homem-Formiga, ele aumenta em densidade. Usando a física real, um cenário como esse formaria uma supernova, ou até um buraco negro, criando uma forma gravitacional tão forte que nenhum ser vivo em um raio de vários anos-luz poderia sobreviver.

O Reino Quântico nem mesmo poderia existir

Homem-Formiga-e-a-Vespa-Quantumanai Por que o Reino Quântico de Homem-Formiga 3 jamais poderia existir?

Em Homem-Formiga 3, o Reino Quântico é retratado como um mundo exótico repleto de florestas exuberantes, ilhas flutuantes e inúmeros seres vivos, muitos dos quais são sencientes. Esse é o segundo ponto em que o filme abusa da liberdade de criação.

De forma realista, para que seres vivos existam, precisa haver energia. Mais especificamente, é necessário que existam fluxos de elétrons que se movem pelo espaço. No entanto, o Reino Quântico é menor do que um elétron e, portanto, nenhuma eletricidade poderia existir lá.

Consequentemente, como todas as formas de vida conhecidas ou especuladas atualmente precisam disso para viver, nada do que a ciência moderna considera vivo estaria no universo apresentado no longa da Marvel.

Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania está disponível no Disney+.

Atualizado em 31/07/2023

Foto do autor

Ana Gambale

Estudante de Cinema e Audiovisual, fã de Disney e Pixar, cultura pop e internet, viciada em k-pop e eterna amante de séries.

Deixe um comentário