Star Wars criou sua própria versão da HYDRA da Marvel


Star-Wars-HYDRA-1024x576 Star Wars criou sua própria versão da HYDRA da Marvel

A última história em quadrinhos do evento Star Wars: Guerra dos Caçadores de Recompensas trouxe grandes informações para os fãs da franquia. A trama revelou que o sindicato do crime Crimson Dawn tem muito em comum com uma velha e conhecida organização dos fãs da Marvel. Estamos falando da HYDRA, a organização terrorista introduzida na franquia do Capitão América, mas que deverá ter um importante papel no futuro do MCU.

O crossover de quadrinhos de Star Wars concentra-se na caça ao corpo de carbonita congelado de Han Solo, uma das cenas mais icônicas e famosas dos cinemas. O corpo do personagem de Harrison Ford foi roubado de Boba Fett antes de O Retorno do Jedi.

Crimson Dawn, a organização criminosa apresentada em Han Solo: Uma História Star Wars, voltou e agora é liderada pelo ex-interesse amoroso de Han, Qi’ra, personagem que foi interpretada por Emilia Clarke nos filmes.

Ela revela que Crimson Dawn roubou Han e planeja leiloá-lo para várias facções que querem vingança do  contrabandista. Aparecendo pela primeira vez na história em quadrinhos Strange Tales # 135, de Stan Lee e Jack Kirby, a HYDRA é uma organização terrorista iniciada pelo agente nazista Caveira Vermelha durante a Segunda Guerra Mundial.  Sobrevivendo ao fim da guerra, a HYDRA resistiu ao longo das décadas e voltou repetidamente com seus planos de dominar o mundo.

A organização mais famosa foi liderada pelo Caveira Vermelha e também pelo Barão Wolfgang von Strucker, mas teve muitos membros notórios ao longo de sua história. Um dos principais membros foi o Capitão América, durante o infame evento do Império Secreto.

Capitão América: O Soldado Invernal revelou que a versão MCU da HYDRA não foi derrotada no final da Segunda Guerra Mundial, mas sim que se tornou clandestina e seus membros se infiltraram no governo dos EUA em todos os níveis.

Em Star Wars: Bounty Hunters # 14, escrita por Ethan Sacks, Paolo Villanelli, Arif Prianto e Travis Lanham, os caçadores de recompensas Beilert Valance e Dengar estão sendo perseguidos pelo assassino de Crimson Dawn, Deathstick. Quando eles se refugiam com Mama Stammoch, uma aliada, eles aprendem a história de Crimson Dawn durante as Guerras Clônicas.

Stammoch revela que após o Cerco de Mandalore, muitos dos sindicatos do crime foram para a clandestinidade, mas que Crimson Dawn voltou e causou estragos na Orla Exterior. Após a morte de Dryden Vos, ela relata que o sindicato desapareceu. “Alguns dizem que Crimson Dawn nunca partiu realmente… esperando… por algo GRANDE”, diz ela.

Essa história, juntamente com o fato de que Qi’ra agora está liderando Crimson Dawn, faz referência a HYDRA da Marvel de duas maneiras: há uma semelhança na forma como a HYDRA sobreviveu à derrota dos nazistas e se escondeu para esperar seu tempo. Crimson Dawn sobreviveu à derrota do Coletivo das Sombras e ao fim das Guerras Clônicas, até suportou a morte do fundador Darth Maul.

O lema da HYDRA é “Se uma cabeça for cortada, mais duas tomarão seu lugar”, o que enfatiza a ideia de que a organização sobrevive mesmo depois que seus líderes são mortos, e que sempre haverá alguém para assumir o comando. Qi’ra realizou a mesma ação com Crimson Dawn, permitindo-lhe perseverar sem seus fundadores.

Siga o Guia Disney+ Brasil nas redes sociais e fique por dentro das dicas, novidades e lançamentos do streaming da Disney.
• facebook.com/guiadisneyplus
• twitter.com/guiadisneyplus
• instagram.com/guiadisneyplus
• pinterest.com/guiadisneyplus

Atualizado em 11/07/2021


Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.