Paul McCartney homenageia Johnny Depp durante show nos EUA [Vídeo]


Paul-McCartney-apoia-Johnny-Depp Paul McCartney homenageia Johnny Depp durante show nos EUA [Vídeo]

Durante um show em Seattle nesta semana, o ex-Beatle Paul McCartney aproveitou para demonstrar seu apoio à estrela de Piratas do Caribe, em meio ao julgamento do processo de difamação entre Johnny Depp e a ex-mulher Amber Heard, atriz de Aquaman, que está em andamento no estado da Virgínia, Estados Unidos.

A ativista e ex-modelo Jill Vedder, esposa de Eddie Vedder, vocalista do Pearl Jam, compartilhou um vídeo em seu Instagram mostrando Paul McCartney, amigo de Johnny Depp, tocando “My Valentine” enquanto imagens de Depp tocando violão eram exibidas em um imenso telão no fundo do palco.

“Pode ser controverso postar este vídeo com Johnny Depp”, ela colocou na legenda. “Não me importo. Conheço-o apenas como um cavalheiro… E enquanto eu apoio as mulheres e o movimento ‘eu também’, também conheço algumas mulheres que destruíram a vida de homens inocentes e bons… p.s. abuso verbal também não é legal… cuidado com a língua.”

O intérprete de Jack Sparrow recebeu apoio de outras celebridades nos últimos dias. Jennifer Gray, estrela de Dirty Dancing que já teve um relacionamento com Depp, não polpou elogios ao ator. Bill Burr, comediante, apresentador e ator da série Star Wars The Mandalorian, também registrou seu apoio e torce para que Johnny receba um pedido de desculpas publicamente, caso a conclusão do julgamento seja a seu favor.

Joe Rogan, comentarista do UFC, fez duras críticas à Disney pela demissão de Depp de Piratas do Caribe 6, dizendo que o estúdio se livrou do melhor pirata que já teve por causa de uma “mulher doida”.

Além dos famosos, uma empresa de cosméticos também se posicionou quando teve o nome de sua marca citada pela defesa de Amber, que mostrou o produto que a atriz teria usado diariamente para esconder as marcas das supostas agressões. Em um vídeo, a Milani Cosmetics esclareceu que a defesa de Heard não poderia estar falando a verdade, já que seu kit de maquiagem e correção foi lançado mais de 1 ano depois dos acontecimentos.

Depp está processando a estrela de Aquaman, Amber Heard, de 36 anos, em US$ 50 milhões por um artigo do Washington Post de 2018 que ela escreveu, referindo-se a si mesma como “uma figura pública que representa abuso doméstico”, o que ele diz ter prejudicado sua carreira e reputação. Heard o processou de volta por US$ 100 milhões.

O julgamento do caso Johnny Depp x Amber Heard faz uma pausa na próxima semana e será retomado no dia 16 de maio, continuando até as alegações finais no dia 27 de maio.

Siga o Guia Disney+ Brasil nas redes sociais e fique por dentro das dicas, novidades e lançamentos dos streamings da Disney.
• facebook.com/guiadisneyplus
• twitter.com/guiadisneyplus
• instagram.com/guiadisneyplus
• pinterest.com/guiadisneyplus

Atualizado em 07/05/2022


3 comentários

  1. Meu total apoio a Johnny Depp.

    • Ailza Laurentino em 10/05/2022 às 15:16
    • Responder

    Johnny Depp merece recebe tanto um pedido de desculpas da Disney como uma idenizacao por danos morais, por ter sido humilhado por causa de uma mulher mal resolvida. Achei muito injusto o que está acontecendo com eles. É um excelente Ator.
    Sou feminista, mas a justiça seja feita. Assim como tem homem que é capaz de acabar com a vida de uma mulher, também acontece vice-versa.

  2. É criminoso usar um tema tão sério como a violência doméstica em uma vingança sórdida contra um ex.
    Se realmente Amber está fazendo isso, deve ser execrada e processada pelos movimentos de defesa das mulheres, pois se for provada a inocência de Johnny Depp, a desconfiança contra os testemunhos verdadeiros de mulheres realmente agredidas pode ser alegada e usada por seus agressores em suas defesas.
    Esse é o pior desserviço que o movimento de defesa das mulheres já sofreu. Tudo leva a crer que Amber Heard mentiu e essa mentira sairá muito cara, não só para ela como para todas mulheres que sofrerão muito mais desconfiança por parte de toda sociedade ao relatar as suas histórias como vítimas de abuso e agressão.
    Além do julgamento, da retratação da imagem de Depp e o pedido de desculpas das empresas que o julgaram previamente, o mais importante é a responsabilização jurídica e civil de Amber Heard por ter usado de forma tão leviana e execrável algo tão sério e perigoso para as mulheres como a violência doméstica para se vingar de Johnny Depp.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.