Disney+ pode adicionar conteúdo adulto e função de controle dos pais

Atualizado em 24/10/2020

Desde que a Walt Disney Company lançou seu serviço de streaming Disney+, a questão sobre qual conteúdo deveria ou não estar disponível no catálogo têm sido frequentemente levantada. A bandeira do serviço desde o começo é levar aos assinantes conteúdo relevante para o perfil familiar, ou seja, títulos que estejam dentro de um limite aceitável no uso de cenas de violência, picantes, uso de armas de fogo, crimes, palavrões etc. O grande sucesso musical “Hamilton”, por exemplo, teve que reduzir o número de palavrões para entrar no Disney+.

Hamilton-sem-palavrao-no-Disney-Plus-2-1024x512 Disney+ pode adicionar conteúdo adulto e função de controle dos pais

Agora surgem rumores que o Disney+ começará a criar e adicionar conteúdo classificado como “R: Restrito” e outros mais voltados ao público adulto ao seu catálogo. Nos Estados Unidos essa classificação significa: proibida a presença de menores de 17 anos sem um pai ou responsável legal adulto.

A informação vem da YouTuber Grace Randolf (@GraceRandolph) que compartilhou o seguinte no Twitter:

Ouvi dizer que o #DisneyPlus está DEFINITIVAMENTE criando uma seção adulta para conteúdo #Fox e #Touchstone! Você precisará de um código PIN ou algo parecido para desbloqueá-lo como controle dos pais.

Até o momento não há uma palavra oficial da Walt Disney Company confirmando ou negando este rumor. Nos Estados Unidos, o Hulu, outro serviço de streaming da Disney, é o destino para conteúdo não considerado adequado o suficiente para o Disney+. Para os outros países, está previsto para 2021 o lançamento do Star, novo streaming internacional da Disney.

Mas o padrão da Disney de “adequado para famílias” tem sido questionado por alguns fãs, especialmente em relação aos Originais, como “The Mandalorian” e a futura série “Falcão e o Soldado Invernal“, que estariam “abrindo um precedente”. Enquanto esses títulos se mantém no catálogo, outros foram considerados inadequados e movidos para o Hulu, como o reboot de “Lizzie McGuire” e “Com Amor, Simon“.

Vale lembrar que o Disney+ realizou, no mês de março, uma pesquisa por e-mail com alguns assinantes norte-americanos, perguntando o quão eles estariam dispostos a assistir a alguns títulos em uma lista com programas voltados ao público adulto.

Estamos prestes a ver uma mudança no Disney+?

Você acha que a Disney vai adicionar oficialmente conteúdo adulto ao Disney+? Você acha que eles deveriam? Por que ou por que não? Deixe-nos saber nos comentários!

1 comentário

  1. ESPERO MUITO QUE SEJA REAL

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.