Produtora diz que Disney apoiou casal gay em ‘Lightyear’, mas com uma restrição


Pixar-Lightyear Produtora diz que Disney apoiou casal gay em 'Lightyear', mas com uma restrição

Galyn Susman, a produtora de Lightyear, falou sobre um assunto que está dando o que falar: o beijo lésbico no novo filme da Pixar, que estreou nesta quinta-feira (16) nos cinemas do Brasil. A cena levou à proibição da animação em diversos países, e agora, a funcionária de longa data do estúdio comentou sobre o apoio parcial da Disney ao romance no filme.

Falando com o The Hollywood Reporter, a produtora disse que os executivos da Disney sempre apoiaram a ideia do casal gay formado pela Comandante Alisha Hawthorne, dublada por Uzo Aduba, e a personagem Kiko. No entanto, havia uma restrição. “Todos eles [Disney] apoiaram isso. Mas houve uma reação definitiva em ter aquele beijo“, revelou Galyn Susman.

Comandante-Alisha-Hawthorne-e-sua-esposa-Kiko Produtora diz que Disney apoiou casal gay em 'Lightyear', mas com uma restrição
A Comandante Alisha e sua esposa, Kiko

A produtora acrescentou que o relacionamento entre as duas foi importante para que Buzz refeletisse sobre sua solidão, um dos aspectos abordados na história. Anteriormente, a cena do beijo gay havia sido cortada, mas após um protesto dos funcionários da Pixar, foi restaurada na versão final do filme.

Galyn comentou sobre a decisão de liberar o beijo no spin-off de Toy Story, dizendo: “Tivemos a oportunidade de colocá-lo de volta e isso foi realmente emocionante”.

Recentemente, Chris Evans, que dá voz ao personagem principal, também resolveu se manifestar sobre o beijo gay, lamentando o fato de esse ser um tópico em discussão: “É uma honra fazer parte de algo que está dando esses passos, mas o objetivo é olhar para trás e ficar chocado por termos demorado tanto para chegar lá“.

Galyn Susman não é um nome qualquer na Pixar Animation Studios. Com formação em Física, Ciência da Computação e Computação Gráfica, ela iniciou sua carreira na empresa no começo da década de 1990, e um de seus primeiros trabalhos foi em Toy Story (1995) como supervisora de iluminação e artista de modelagem.

Ela também protagonizou uma das histórias reais mais famosas do estúdio, quando salvou o filme Toy Story 2 com o único backup que existia da animação em seu computador de casa, depois que um funcionário da Pixar acidentalmente deletou todos os arquivos da produção.

Lightyear já está em exibição nos cinemas do Brasil.

Siga o Guia Disney+ Brasil nas redes sociais e fique por dentro das dicas, novidades e lançamentos dos streamings da Disney.
• facebook.com/guiadisneyplus
• twitter.com/guiadisneyplus
• instagram.com/guiadisneyplus
• pinterest.com/guiadisneyplus

Atualizado em 16/06/2022


2 comentários

  1. Quem lacra não lucra!!!!!!!
    Estava indo ver o filme com meu filho agora, não vou mais ESPECIFICAMENTE por isso.
    Vamos assistir o jurassic world, lá acredito que além de respeitarem meu filho (uma criança) e minha família, acho pouco provável existir 2 dinossauros baitolas, deflorando vossos órgãos excretores simultaneamente, afim de lacrar.

    • Vagner lopes em 30/06/2022 às 15:24
    • Responder

    Respeitando o direitos d todos eu achei desnecessário levantar essa bandeira num filme para o público infantil..
    Qual o objetivo disso?

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.