Johnny Depp pode abrir mão do pagamento de Amber Heard, sugerem advogados


Camille-Vasquez-e-Ben-Chew Johnny Depp pode abrir mão do pagamento de Amber Heard, sugerem advogados

Ben Chew e Camille Vasquez, os advogados que representaram Johnny Depp no ​​julgamento por difamação contra sua ex-esposa Amber Heard, têm participado de programas de TV, defendendo a decisão do júri ao final do longo e tumultuado processo. Em uma das entrevistas mais recentes, eles também sugeriram que o ator de Piratas do Caribe pode abrir mão dos mais de 10 milhões de dólares a que tem direito de receber de Amber.

Durante uma aparição no Good Morning America, da ABC, o apresentador perguntou aos advogados se Depp concordaria em fazer um acordo para Amber Heard não recorrer da decisão, como ela pretende fazer, e, em troca, renunciar ao valor milionário que a atriz foi condenada a indenizá-lo.

Ben Chew então sugeriu que Johnny Depp pode não receber o valor de Amber: “Obviamente, não podemos divulgar nenhuma comunicação advogado-cliente, mas como o Sr. Depp testemunhou e como deixamos claro em nossos respectivos argumentos finais, isso nunca foi sobre dinheiro para o Sr. Depp. Tratava-se de restaurar sua reputação, e ele fez isso.”

Influência das redes sociais

O apresentador então questionou se as redes sociais influenciaram o júri, como afirmou recentemente a advogada de Amber Heard. “As redes sociais não desempenharam nenhum papel“, disse Ben Chew. “Esta foi uma decisão tomada pelo júri com base nas evidências apresentadas por ambos os lados e, como Camille disse no início da entrevista, foi esmagadoramente a favor de Depp”.

O advogado seguiu com seus comentários, afirmando: “Não, não acho que haja qualquer razão para acreditar que os jurados violaram seu juramento… Isso é totalmente infundado. Na realidade, muito cedo no caso, o juiz anterior White havia descartado as considerações e as reconvenções relacionadas a isso. Era absolutamente absurdo e sem fundamento.”

Camille Vasquez, que recentemente foi promovida a sócia em seu escritório de advocacia, acrescentou: “Os jurados foram advertidos todas as noites. Eles tinham um tremendo respeito pelo tribunal e pelo processo, e estavam fazendo o melhor que podiam.”

A dupla também rebateu as alegações de que o veredito teria um efeito negativo nas vítimas de violência doméstica e no movimento #MeToo. “Acho que nossa resposta a isso é encorajar qualquer vítima a se apresentar“, disse Camille Vasquez. “Nós não achamos [que houve um impacto negativo]. Acreditamos que o veredito fala por si; os fatos são o que eram. O júri tomou uma decisão unânime com base nesses fatos”.

Siga o Guia Disney+ Brasil nas redes sociais e fique por dentro das dicas, novidades e lançamentos dos streamings da Disney.
• facebook.com/guiadisneyplus
• twitter.com/guiadisneyplus
• instagram.com/guiadisneyplus
• pinterest.com/guiadisneyplus

Atualizado em 09/06/2022


1 comentário

  1. Obrigada pelo artigo

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.