Mulan estreia dia 04/09 no Disney+, mas de um jeito diferente


Atualizado em 24/10/2020

O CEO da Walt Disney, Bob Chapek, anunciou hoje que o live-action “Mulan” chegará exclusivamente ao Disney+ em 4 de setembro nas seguintes regiões: Estados Unidos, Canadá, Austrália, Nova Zelândia e Europa Ocidental.

No entanto, o filme não chegará ao Disney+ da maneira usual. Será um aluguel e terá o preço de US$ 29,99 (nos Estados Unidos), ou R$ 153,00 na cotação de hoje. No comunicado não ficou claro se será necessário ser um assinante Disney+ para alugar o filme.

Disney-Mulan-Adiado Mulan estreia dia 04/09 no Disney+, mas de um jeito diferente

Mulan também vai estrear no dia 04 de Setembro nos cinemas dos países onde o Disney+ ainda não chegou e onde as salas estão abertas, como por exemplo, na China. A preocupação com o lançamento do filme em apenas alguns cinemas do mundo estava relacionada à pirataria.

O CEO Bob Chepak disse que era importante encontrar novas vias de distribuição durante a pandemia e que “nos EUA, Canadá, Nova Zelândia e outros países, ofereceremos pelo Disney+ o épico ‘Mulan’ com acesso à estreia em 04 de setembro, com o preço de US$ 29,99 nos EUA”.

Chepak acrescentou durante uma rodada de perguntas com analistas financeiros: “Temos o prazer de levar Mulan a uma base de consumidores que estava esperando por isso, pois tivemos que mudar nossas datas de lançamento várias vezes… Estamos olhando para Mulan como uma tentativa única de mostrar que existe um novo modelo de negócios surgindo. O que a Disney estará de olho com ‘Mulan’ é o aumento de assinantes, bem como as transações geradas com o aluguel. Portanto, cinemas, não percam seus cabelos ainda: a Disney não planeja tirar a Viúva Negra dos cinemas em novembro (pelo menos ainda não)”.

Essa decisão é um golpe duro nos cinemas dos EUA que planejam reabrir e precisam de um grande título. No entanto, ninguém sabe como as grandes redes serão reabertas. Além disso, Nova York e Califórnia ainda precisam dar uma autorização total para a reabertura dos cinemas mais importantes. Havia rumores de que a Disney poderia seguir esse caminho com Mulan, mas alguns acreditavam que estavam apenas esperando para ver o que acontecia com Tenet.

Em 23 de julho, a Disney retirou Mulan do calendário temporariamente (a data anterior era 21 de agosto). Foi um momento infeliz para a Disney, pois foi no mesmo dia em que a rede de cinemas AMC anunciou que estaria reabrindo lentamente em todo o país até meados de agosto.

O CEO Chepak também mencionou hoje que o Disney+ atingiu a marca de 60,5 milhões de assinantes no mundo.


Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.