Disney adia estreia de Mulan para 21 de agosto


A chegada do live-action Mulan no Disney Plus ficou um pouco mais distante. É que o último grande filme de Hollywood agendado para julho foi adiado mais uma vez pela Disney. Agora a estreia de Mulan está marcada para 21 de agosto nos cinemas.

Disney-Plus-Mulan-1024x682 Disney adia estreia de Mulan para 21 de agosto
Disney: Divulgação

“Embora a pandemia tenha mudado nossos planos de lançamento para ‘Mulan’ e continuemos a ser flexíveis conforme as condições exigirem, não mudou nossa crença no poder deste filme e em sua mensagem de esperança e perseverança”, disseram os dois presidentes do estúdio, Alan Horn e Alan Bergman no comunicado em que chamaram o filme de “bonito, épico e comovente, tudo o que a experiência cinematográfica deve ser e onde acreditamos que o filme pertence – no cenário mundial e na telona para públicos de todo o mundo desfrutarem juntos”.

A mudança significa que o mês de julho, que nos últimos anos viu os mega-sucessos “O Rei Leão”, “Batman: O Cavaleiro das Trevas”, “Transformers” e “Harry Potter”, não terá um novo filme importante pela primeira vez na era moderna. Na última quinta-feira, a Warner Bros também mudou o filme “Tenet”, de Christopher Nolan e com grandes expectativas comerciais, de julho para 12 de agosto.

O adiamento prejudica ainda mais as esperanças das redes de cinemas e espectadores sobre um renascimento cinematográfico neste meio de ano, após um fechamento de quase quatro meses devido à pandemia do Covid-19.

Disney-Mulan-Adiado Disney adia estreia de Mulan para 21 de agosto
Disney: Divulgação

O lançamento de um grande filme voltado para famílias no momento em que muitas crianças estão voltando para a escola nos Estados Unidos é uma raridade extrema em Hollywood. Mas a Disney está apostando que o filme pode ser bom para pais e filhos que procuram algo para fazer depois das férias atípicas com a pandemia, em um período em que muitas opções normais de lazer podem estar limitadas.

O adiamento de “Mulan” é uma tentativa de resolver um problema que começou quando uma das grandes esperanças cinematográficas da Disney para 2020 foi atingida pela primeira onda do novo coronavírus em todo o mundo.

Originalmente programado para ser lançado em 27 de março, o live-action do sucesso animado da Disney de 1998, sobre uma jovem mulher em uma jornada heroica, foi remarcado inicialmente para 24 de julho, quando o vírus começou a se espalhar. Esse novo adiamento está sendo feito de última hora, mas é compreensível diante das centenas de milhões de dólares esperados de arrecadação não apenas nos EUA, mas na China, onde o filme se passa e de onde vem grande parte do elenco.

Outros adiamentos

Embora o final de agosto seja um momento incomum para um lançamento em Hollywood, adiar mais ainda para o final do ano ou início de 2021 traria ainda mais dificuldades, considerando os outros filmes da Disney que também foram remarcados devido à pandemia. “Viúva Negra”, previsto para maio, agora ficou para novembro, “Os Eternos” foi de novembro de 2020 para fevereiro de 2021, e “Jungle Cruise”, marcado para julho deste ano, será lançado em julho de 2021, deixando pouco espaço no calendário.

A Disney também tem “Soul”, o novo filme de animação Pixar previsto para novembro, e é improvável coincidir essa data com outro título semelhante.

“Mulan” traz muitas esperanças para uma Disney com forte queda de receita com parques temáticos fechados e sua subsidiária ESPN, afetada pela escassez de transmissão de esportes ao vivo. O estúdio teve enorme sucesso com seus remakes de live-action dos filmes de animação “A Bela e a Fera” e “Aladdin”, que arrecadaram mais de US$ 1 bilhão em todo o mundo ao serem lançados nos últimos anos.

Mas as múltiplas mudanças de horário e o fato de muitos consumidores continuarem relutantes em ir aos cinemas representam um desafio, mesmo que o filme possa permanecer no caminho certo para agosto.

Se os cinemas serão reabertos no mundo, ainda é incerto. Se a pandemia forçar a Disney a mudar a data de lançamento do filme novamente, seria difícil encontrar espaço no calendário sem atrapalhar outros filmes no processo. Uma mudança para o Disney Plus, como muitos fãs pediram e ainda pedem, parece improvável. A Disney lançou “Artemis Fowl: O Mundo Secreto”, sua adaptação do sucesso literário em maio no streaming da Disney. Mas tal mudança é improvável para “Mulan”, que custou cerca de US$ 200 milhões.

Atualizado em 26/10/2020


Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.