Lightyear: diretor diz que não entende a baixa bilheteria da animação da Pixar


Buzz-Lightyear-Chris-Evans Lightyear: diretor diz que não entende a baixa bilheteria da animação da Pixar

Angus MacLane, o diretor de Lightyear, confessou que não entende os motivos que levaram à baixa bilheteria da grande aposta da Pixar para este ano. O filme, que estreou há algumas semanas nos cinemas, trazendo o estúdio de volta para as telonas pela primeira vez em dois anos, conta a história do herói que inspirou o boneco Buzz Lightyear no universo de Toy Story. No entanto, a recepção da produção pelo público não tem atingido as expectativas da equipe e da Disney.

De acordo com alguns analistas, o motivo do desinteresse pode vir do fato de que Lightyear é um filme adulto demais para que pais se interessem em levar os filhos ao cinema para assisti-lo. Comparado a outro lançamento recente, Minions 2: A Origem de Gru, por exemplo, que apela muito mais para o público infantil, o spin-off de Toy Story pode ter sido uma escolha errada para a Pixar.

Por outro lado, a produção também enfrentou grandes controvérsias por conta de um beijo gay que é retratado por duas personagens da história, o que provocou boicotes de fãs mais conservadores. MacLane, o diretor da animação, tem se envolvido em discussões nas redes sociais e se manifestado em defesa do filme.

Cara, que chato que Angus MacLane tem que passar por toda essa situação em sua defesa de um filme que ele se orgulha de fazer”, um fã apontou no Twitter. “Gostei muito deste filme. O beijo não foi forçado ou ‘lacrador’ como alguns o chamariam. Havia pouquíssima política em Lightyear. Vão embora com esse argumento furado”.

Eu não entendo, mas tanto faz”, o diretor respondeu na postagem. “As pessoas pareciam bastante entusiasmadas com o filme. Nós ganhamos apenas 1-2 grandes filmes de ficção científica por ano. A oferta é muito baixa para ficar muito chateado com eles. A vida é muito curta”.

MacLane também comentou sobre as notas dadas ao filme pela crítica.

Acabei de ver os números. As classificações para LIGHTYEAR são *significativamente* mais altas de pessoas que viram o filme, do que de pessoas que não assistiram”, ele twittou. Em outro post, ele também comparou sua obra com O Hobbit, dizendo que as avaliações têm muito a ver com os trolls da internet.

Lightyear continua em cartaz nos cinemas de todo o Brasil.

Siga o Guia Disney+ Brasil nas redes sociais e fique por dentro das dicas, novidades e lançamentos dos streamings da Disney.
• facebook.com/guiadisneyplus
• twitter.com/guiadisneyplus
• instagram.com/guiadisneyplus
• pinterest.com/guiadisneyplus

Atualizado em 08/07/2022


50 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. A Disney parece que não soube vender esse filme. É um enorme fracasso pra Pixar, ainda mais considerando o sucesso de bilheteria de Minions 2, outro derivado de franquia e que num final de semana já ultrapassou Lightyear. A crítica tbm não caiu de amor pelo filme e a cena controversa afastou, pelo que parece, muita gente do cinema. A Disney é uma empresa tradicional da família americana e deve continuar assim. Fora wokes.

      • Adriana Lima em 11/07/2022 às 03:13
      • Responder

      E desde quando a “família americana” – ou famílias de qualquer nacionalidade – não são compostas por 2 mães ou 2 pais? Dizer que um dos motivos do “fracasso” do filme por causa de uma cena de beijo entre 2 mulheres é dar muuuito crédito a um bando de seres anencéfalos preconceituosos. Aliás chamar de fracasso a bilheteria de Lightyear é mega exagero – ele não cumpriu as expectativas do estúdio mas está looonge de ser um fracasso.
      É cada uma viu, em pleno século 21, metade de 2022… tá ficando cansativo e irritante lidar com tanto preconceito no mundo aaafff

      1. Como não foi um fracasso???custou 200 milhões de dólares só de produção e ainda tem outros custos como como marketing e arrecadou apenas 215 milhões,vai dar uns 100 milhões de prejuízo pra disney kkkk,independente do motivo aqui ou ali é um fracasso absoluto,e foi desnecessário essa cena de beijo que gerou certa polemica.

      2. Kkkkkkk suvacuda fedida quer empurrar essas porcarias e ninguém quer. Se liga suvacuda kkkkkkk

  2. Quem lacra não lucra. Não assistirei filmes infantis que na realidade são adultos.

    1. então você não assiste nenhum filme da pixar, interessante

      1. Parece que nem você 😂

    2. 2 Timóteo 3:1-5 Os males e as corrupções dos últimos dias
      ​1 Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, 2 pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, 3 desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, 4 traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, 5 tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes.

      Lucas 8:10 Respondeu-lhes Jesus: A vós outros é dado conhecer os mistérios do reino de Deus; aos demais, fala-se por parábolas, para que, vendo, não vejam; e, ouvindo, não entendam.

      A quem é daí a conhecer, o texto acima tudo tem a ver com o contexto!!!!

  3. Sim foi o beijo gay

    1. Certeza, assim até tá eles quererem representar isso, mas se eu fosse pai eu ia no cinema sozinho, não ia levar os meus filhos não.

    • Alexssandro Coata em 10/07/2022 às 10:01
    • Responder

    Creio que um responsável por isto seria o serviço Disney Plus, eu quero sim assistir o filme, mas irei esperar para ver no Disney Plus.

    1. Atá passa pano que tá lindo kkkkkk

  4. Com certeza o motivo de muitos pais não levarem é por saberem do que encontrariam, quem lacra não lucra Disney, aprenda.

    1. Quem lacra se lasca kkkk

    • Carlos Scheeren em 10/07/2022 às 12:44
    • Responder

    Quem lacra não lucra!

    • Carlos Scheeren em 10/07/2022 às 12:55
    • Responder

    Lacrador

    • João Carlos em 10/07/2022 às 16:40
    • Responder

    Eu ia com o meu filho de 11anos já estava tudo certo pra ir li sobre um beijo gay preferi não levá-lo somos cristãos fervoroso despois fiquei sabendo que mais 15 países não o permitiram o lançamento
    Em fim perderam aqui e se não se converterem perderam na vida eterna
    Conhecereis a verdade e ela vos libertará disse JESUS 🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷

    • Maria de Lourdes em 10/07/2022 às 17:18
    • Responder

    A Disney está pagando pelo que ela divulgou. Ultimamente, parece que pro estúdio, o mais importante é a polêmica, não a história. Sabia-se que teria o beijo gay antes de lançar o filme. E também já se sabe que Ariel mudou de etnia. E, infelizmente, a Disney não está fazendo isso por evolução e inclusão de sociedade, e sim para gerar polêmica pra lucrar. E é aí que ela paga o preço e tem prejuízo. Só espero que não respingue na pequena sereia, que contratou uma boa atriz para protagonista, mas que mudou sua etnia desnecessariamente só pra polemizar.

  5. A única coisa que quero ver em um filme de ação ou de herói, é o mocinho enchendo o bandido de porrada e pronto! Não quero saber se Sicrano cruza com Beltrano ou Fulano.

    1. A resposta é simples o filme é chato. Foi na estreia com meus filhos e eles não se empolgaram. Avaliação das crianças “legalzinho pai”. Enquanto em Minions 2 não paramos de rir. Avaliação das crianças” Que legal podemos assistir novamente ”
      Filme infantil é criança que diz se é bom ou não.

  6. Coloca mais homossexualismo em conteúdo infantil e espera que seja bem recepcionado. Representatividade é meu saco malhado.

      • Caren Uete Penha em 14/07/2022 às 00:23
      • Responder

      Não fui ver o filme de tanto que o pessoal odiou….
      Disney está perdendo a mão…. E toda vez que estrear um filme vou antes assistir aos comentários…. Se não tiver boas avaliações não vou … Se a Disney não começar a ser preocupar com boas histórias, vai perder dinheiro….

  7. Eu ia levar meus filhos de 6 e 7 anos pra assistir, assim que fiquei sabendo do beijo gay desisti.
    Creio que muitos pais pensaram como eu.
    Era pra ser um filme de enorme bilheteria, se não fosse essa palhaçada. É bom saber que existem pais atentos, que não permitam bagunçar a cabeça dos pequenos !!!

  8. Que os outros estúdios e grandes marcas aprendam!!! Foi por causa do beijo gay que não fui com meus filhos e sobrinhos ver esse filme, que seja um fracasso!!! A maioria sempre ganha, não seu por que essas marcas estão sempre do lado da minoria gay! Deixem nossas crianças em paz!!

  9. Esqueceram da história, esqueceram do protagonista e focaram em lacração.

    Vô a cinema para ver uma história e não lacração

    • Valdir Souza em 10/07/2022 às 21:44
    • Responder

    O público quer entretenimento, não militância homossexual, está insuportável o ativismo político da indústria do entretenimento.

  10. É muito bolsominion postando! Se o responsável pela baixa bilheteria fosse o tal beijo outras produções também teriam o mesmo destino. Cai por terra o argumento de vocês.

      • Altino Calmon em 11/07/2022 às 03:27
      • Responder

      Não cai por terra pois essa produção foi infantil, se fosse adulto eu nem me importaria, pois eu já tenho as minha ideias formadas, já as crianças não tem ideias formadas e poderia confundir as cabeças dos pequenos, deixa de falar merda e pense nas crianças!

    1. Uiii o petista se sentiu ofendendo 🤣 é um filme infantil e a cena é desnecessária, espero que tenha cada vez menos representatividade lgbt, o que é certo, é certo.

    2. Realmente somos muitos. A ponto de fazer cair o faturamento de um filme. É bom vcs ficarem preocupados mesmo.

    3. Petista vagabundo detected

    4. Kkkkkkk ala o defensor do bandido Lula. É vagabundo mesmo kkkkkkk

    • Adriana Lima em 11/07/2022 às 03:31
    • Responder

    Nosssaaa simmmm muito bolsominion e pseudo cristãos postando!! Falo “pseudo” pq esse discurso medieval de cristãos retrógrados preconceituosos já caiu por terra há muuuitoo tempo! Precisam conhecer e ouvir o pastor Henrique Vieira!
    E dizer que o responsável pela baixa bilheteria é um grupinho de preconceituosos, é dar muito poder a essas pessoas anencéfalas… menos vai, vocês não têm esse “poder” de fracassar um filme Disney kkkkkk.
    Tem muito mais a ver cm o fato dos filmes Disney chegarem rapidamente ao streaming, isso tem acontecido não só com as animações mas vários outros filmes Disney (Marvel, Star Wars etc) que ficaram abaixo da expectativa deles nas bilheterias. Aliás ressalto: os filmes ficaram cm a bilheteria abaixo da expectativa mas longe de serem fracassos!

    1. Milha Filha vc não entendi nada de cinema,fracassou legal custou 200 de produção arrecadou 215,além de outros custos como marketing,vai dar uns 100 milhões de dólares de prejuízo,esse filme foi fracasso total!

  11. Não me interessei em assistir pelo formato: versão humana.. acho que deveriam ter mantido como era, em desenho.. Mas agora sabendo “o quê estão vendendo” de verdade, me interessei menos ainda! Era pra ser só um filme infantil, e não aproveitar a oportunidade para “causar” …

  12. Eu levei meus sobrinhos para ver e nem notaram que tinha um casal gay.
    O filme só é ruim pelo enredo que não entusiasma muito.
    Creio que as pessoas deveriam parar de preconceito antes mesmo de assistir, existe homossexuais sim e criança é tão pura que não enxerga maldade onde realmente não existe.

  13. Os homoafetivos de plantão não querem aceitar a realidade: a maioria, que é hetero, não aceita esse tipo de imposição. Aqui em casa ou no cinema, não vai ter audiência se depender de mim.

    • Márcio Renato em 11/07/2022 às 10:38
    • Responder

    O famoso “meteu o louco” dizendo não saber o motivo.

  14. Não é difícil entender por que Lightyear fracassou. Pela mesma razão que filmes como Aves de Rapina, Exterminador do Futuro Destino Sombrio e As Caça-Fantasmas fracassaram. O público alvo do filme não foi ver no cinema e quem viu foi o público a quem o filme não era destinado: os fãs da franquia Toy Story (e eu me incluo aqui). E a maioria deste público simplesmente não gostou do filme. Roteiro fraco, protagonista sem muita força e carisma. Tentaram fazer uma gambiarra dizendo que este era o filme de 1995, o que é bem sem sentido pra um filme dos anos 90. Em relação ao beijo lésbico: Simplesmente o Marketing do filme girou em torno disso. Seja pro bem ou pro mal, praticamente só se falou nisso em relação ao filme. Pouca gente falou do que realmente importa (ou pelo menos, deveria importar): o roteiro, o protagonista e a história. Não que o beijo em si fosse o problema. O problema é que o tal beijo (e aqui independente de quem gostou ou detestou) tornou-se algo muito maior (infelizmente) que o roteiro, protagonista e a história do filme.

    Em resumo: Tiraram o holofote do “Starman” e focaram no “Rock das Aranhas”

  15. O Filme não tem uma referência do Buzz que a gente via em brinquedo, e o filme não empolga em nada, prefereia que fosse o filme do Buzz usando as história que o Buzz comentava no Toy Story 1 ia fazer mais sentido. Não tem conexão com o personagem que a gente conhece.

  16. Não só o Filme, mas todos os produtos da Disney, não serão financiados pelo meu dinheiro nem apresentados aos meus filhos crianças. Não aceito esse tipo de covardia. Eu já entendi o que é “Guerra Cultural”, já li muito sobre o assunto. E eu não sou burro de financiar com meu dinheiro essas obras. Quando começarem a tratar de bons valores e abordar crianças sem “linguagens e símbolos” subliminares, aí pode ser que eu volte a gastar meu suado dinheiro. Por enquanto, meu dinheiro ficará indo só para Plataformas como Brasil Paralelo.

    • Adriana Lima em 12/07/2022 às 11:42
    • Responder

    Difícil ficar lendo comentários dizendo que estão falando e fazendo um monte de absurdos “pelas crianças”… aaafff… O preconceito e LGBTfobias -assim como o racismo – é coisa de adulto! As crianças não são assim, elas infelizmente aprendem esse tipo de atitude quando convivem ou têm pais ignorantes.
    “Temos que poupar nossas crianças de ver isso”… ou frases desse tipo são tão imbecis, pq existem milhões de crianças no mundo que são filhos de casais LGBTs!
    Esse tipo de ódio vindo do preconceito, LGBTfobias e racismo é coisa de adulto ignorante, deixem as crianças fora disso, livres desse ódio!!!

    1. Se tu gosta de grelo, o problema é teu, mas ninguém em sã consciência vai levar os filhos pra um cinema pra perverter as crianças.

    2. Esse é o comentário mais idiota que já li. Vai se informar e pensar um pouco antes de escrever.

    3. Que mulher retardada kkkkkkk

  17. Parece que o público está dando a resposta em relação a ditadura LGBT da Disney. Isso prova que os espectadores de uma forma geral não aprovam a conduta da empresa. Não assisti, não assistirei e jamais apoiarei sexualização em filmes para crianças, não acho justo, coerente e nem correto! Respeito o público LGBT, mas essa erotização desenfreada nos filmes e séries está forçada demais. Ninguém está suportando, por esse motivo eu e inúmeras pessoas temos sido seletivos quanto ao que permitidos adentrar em nossos lares e fazer parte de nossa cultura.

  18. Esse cara tá se fazendo de burro ou é burro mesmo. Quis lacrar e se ferrou e agora vem com esse papo que não sabe pq a animação não foi bem. Vai se ferrar.

  19. O odio vem da turma LGBTs, querem lacrar, e desinformar. Sejam felizes…
    Me assusta é o governo, dito misogino e odioso, deixar classificação libre.

  20. Kkkkkkkkkkkk não sabe pq? Kkkkk lacrate ganha isso, ninguém quer ver essas porcarias em um desenho kkkkkkkkk

  21. Ficam mais preocupados em lacrar e agora estão vendo o resultado, público não quer ideologia ou desconstrução de personagem, público quer um enredo envolvente e diálogos que tenham peso, não essa de “você é “isso ou aquilo” e por isso não pode fazer tal coisa”.
    Discursos moralistas tem que ser bem usados para não ficar chato e massante.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.