James Cameron confirma um novo Exterminador do Futuro

O-Exterminador-do-Futuro-2 James Cameron confirma um novo Exterminador do Futuro

Depois que Arnold Schwarzenegger confirmou que não vai mais interpretar o Exterminador do Futuro, James Cameron, o escritor e diretor responsável pelos dois primeiros filmes da franquia fez uma aparição na Conferência Dell Tech World, em Las Vegas. Durante sua participação, ele refletiu sobre como os avanços em Inteligência Artificial influenciaram seu processo criativo ao escrever um novo filme de O Exterminador do Futuro.

Participantes do evento relataram no Twitter que Cameron revelou seu envolvimento em mais um projeto da franquia, mas mencionou que está aguardando a evolução da IA antes de avançar. Ainda de acordo com os presentes, ele não esclareceu se o próximo filme será uma sequência ou um reboot completo da franquia.

Essa não foi a primeira vez que o aclamado diretor mencionou uma possível nova história para a saga. Em uma entrevista durante o lançamento de Avatar: O Caminho da Água em dezembro, ele revelou que estava em discussões para revisitar a franquia, desta vez com foco no aspecto da IA como tema central.

Bem, os filmes Avatar são sobre o meio ambiente. Não estou lidando com Inteligência Artificial. Se eu fizesse outro filme de O Exterminador do Futuro e talvez tentasse lançar essa franquia novamente, que está em discussão, sem nada decidido, eu faria muito mais sobre o lado da Inteligência Artificial ​​do que robôs malvados enlouquecidos“.

A trajetória de James Cameron com a franquia

A carreira de James Cameron foi impulsionada pelo filme O Exterminador do Futuro, lançado em 1984, que também lançou o ator Arnold Schwarzenegger ao estrelato. Apesar de ser um thriller de ficção científica de baixo orçamento, o filme foi um tremendo sucesso e até conquistou um lugar na lista dos dez melhores filmes de 1984 da revista TIME.

Quando Cameron retornou com O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final em 1991, ele revolucionou a indústria com o uso de CGI, apresentando um novo e formidável vilão na forma do T-1000 de metal líquido interpretado por Robert Patrick. O filme superou todas as expectativas e se tornou a maior bilheteria de 1991. Os efeitos visuais inovadores e a envolvente trama do filme solidificaram seu status como um marco significativo no cinema.

Após O Exterminador do Futuro 2, o cineasta se afastou da cadeira de diretor, e os três filmes seguintes, Exterminador do Futuro 3: A Rebelião das Máquinas (2003), Exterminador do Futuro 4: A Salvação (2009) e Exterminador do Futuro: Gênesis (2015), não foram dirigidos por ele.

Embora o terceiro filme tenha recebido críticas mistas, obteve sucesso comercial. No entanto, os críticos sentiram que nenhuma dessas sequências conseguiu recapturar a magia dos filmes originais. Em 2019, Cameron retornou como produtor e roteirista de O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio, com o objetivo de revitalizar a série com uma nova abordagem.

Apesar do retorno de Arnold Schwarzenegger e Linda Hamilton à franquia, Destino Sombrio não teve um desempenho satisfatório nas bilheterias. James Cameron atribuiu isso à estratégia de marketing, sugerindo que ele foi posicionado como um filme voltado para um público mais velho.

O próprio Schwarzenegger disse que a franquia precisa evoluir além de seu personagem como figura central. Ele reconheceu o desejo do público por um tema atual nos futuros filmes e expressou a necessidade de alguém apresentar uma grande ideia nova para revitalizar a série.

O Exterminador do Futuro: Gênesis e Destino Sombrio estão no catálogo do Star+.

Foto do autor

Leo Carvalho

Leo Carvalho, jornalista de formação e nerd de coração, é um observador atento das tendências do entretenimento, em especial filmes e séries da Marvel e Star Wars. Sua formação acadêmica em jornalismo e entusiasmo de fã lhe permitem escrever textos com insights, análises detalhadas e olhar crítico.

2 comentários em “James Cameron confirma um novo Exterminador do Futuro”

  1. Como no episódio Genesis houve a modificação em todo o elenco, eu acredito que sem muita preocupação com a saída do Arnold Schwarzenegger e a Linda Hamilton, ele deveria sim produzir outra série ou um outro episódio com história atualizada baseada no momento em que vivemos hoje abordando a IA. Mas sem correria de carros ou caminhões ou acidentes e tiros. Eu gostei muito de toda as série, ficarei aguardando um próximo filme.

    Responder

Deixe um comentário