Gráfico mostra quais streamings vão liderar o mercado

Netflix-Prime-Video-HBO-Max-Disney-Plus Gráfico mostra quais streamings vão liderar o mercado

O mercado de serviços de streaming vem passando por transformações significativas nos últimos anos, com uma intensa competição entre as plataformas para aumentar o número de assinantes e, mais recentemente, focar na lucratividade. Mas quais são as tendências atuais e quais plataformas estão projetadas para dominar o mercado?

Recentemente, observou-se uma mudança no objetivo das plataformas de vídeo sob demanda: de aumentar o número de assinantes para alcançar a maior rentabilidade possível. Essa transformação tem levado as empresas a adotar estratégias como a redução do lançamento de conteúdos originais, aumento dos preços das assinaturas, inserção de anúncios e combate ao compartilhamento de contas. A Disney, por exemplo, espera tornar o Disney+ lucrativo até o final de 2024.

Crescimento global de assinaturas

Projecao-da-Concorrencia-dos-Servicos-de-Streaming Gráfico mostra quais streamings vão liderar o mercado

De acordo com um relatório da Digital TV Research, espera-se que as assinaturas globais de SVOD (serviço de vídeo sob demanda por assinatura) cresçam em cerca de 321 milhões entre 2023 e 2029, totalizando 1,79 bilhões de assinaturas no final de 2029. Os principais mercados de crescimento são os Estados Unidos, Brasil e Índia, com cerca de 946 milhões de assinantes distribuídos entre seis plataformas de streaming.

Netflix e Disney+: a disputa continua

A Netflix, que já é lucrativa, continuará a ser o serviço de streaming mais popular, com uma estimativa de crescimento para cerca de 298 milhões de assinantes até 2029. Em comparação, o Disney+ espera alcançar 196 milhões de assinantes globais, número abaixo das últimas metas da Disney. A estimativa para o Disney+ leva em consideração que o Disney+ Hotstar ainda esteja operacional na Índia.

O Disney+ tem previsão de cerca de 100 milhões de assinantes a menos que a Netflix, devido a um investimento significativamente menor e menor adesão na região da Ásia-Pacífico. Já a Amazon Prime Video surge como a segunda maior plataforma globalmente, com uma estimativa de 269 milhões de assinantes. Vale ressaltar que esses números incluem membros do Amazon Prime que também têm acesso ao Prime Video, mas não necessariamente utilizam o serviço.

Estratégias de expansão e parcerias

Para aumentar o número de assinantes, o Disney+ está implementando estratégias como o lançamento de uma opção de assinatura mais barata com publicidade, prevista para chegar em mais países em 2024. Nos Estados Unidos, a Disney também planeja concluir a compra do Hulu e oferecer conteúdo desta plataforma dentro do Disney+, com planos de possivelmente fundir as duas plataformas. Na América Latina, a programação do Hulu é exibida no Star+, cujos assinantes são contados como clientes do Disney+.

Tanto a Disney quanto outras plataformas estão tentando reduzir o compartilhamento de senhas, o que tem aumentado drasticamente os números de assinantes para serviços como a Netflix, como relatado pela empresa em julho deste ano.

O mercado de streaming está em constante evolução, com as plataformas adaptando suas estratégias para aumentar sua lucratividade e base de assinantes. Enquanto a Netflix se mantém na liderança, o Disney+ e outros serviços buscam expandir seu alcance e rentabilidade, o que promete uma competição acirrada pelos próximos anos.

Via WhatsOnDisneyPlus.

Atualizado em 27/11/2023

Foto do autor

Luiz Junqueira

Luiz Junqueira é engenheiro da computação e especialista em entretenimento, com um olhar analítico sobre filmes, séries e quadrinhos. Combina sua formação técnica com uma grande paixão pelo universo da cultura pop, se dedicando a trazer para os leitores artigos informativos e precisos.

Deixe um comentário