Efeito Mulan: Associação de Cinema da Alemanha diz que a Disney está brincando com fogo


Atualizado em 13/02/2021

Cinema-vazio-1024x683 Efeito Mulan: Associação de Cinema da Alemanha diz que a Disney está brincando com fogo

O maior grupo de representação do cinema da Alemanha, HDF Kino, divulgou um comunicado sobre a polêmica que gira em torno da recente decisão da Disney de colocar “Mulan” diretamente no Disney+ na maioria dos países.

A mudança de planos da Disney provocou uma onda de indignação nos proprietários de cinema mundo afora. Donos de salas no Reino Unido chamaram a decisão de “f ***-se para os exibidores de cinema”, enquanto na França um proprietário acabou viralizando após destruir a arte promocional de “Mulan”, lamentando que seu negócio não vai durar muito sem grandes lançamentos.

Agora foi a vez de Christine Berg, CEO da HDF Kino, acrescentar sua opinião ao debate, escrevendo uma declaração em que diz que distribuidores e expositores precisam trabalhar juntos para preservar o futuro da indústria do cinema, e que os estúdios (Disney) estão brincando com fogo ao aventurar-se no aluguel de títulos premium via streaming. A Diretora Executiva também disse que um período de exibição exclusiva no cinema é “uma necessidade absoluta”.

A declaração da HDF Kino:

“Os últimos acontecimentos em torno da distribuição de filmes e do afastamento dos cinemas: aqui, um jogo está sendo jogado com fogo e um modelo de negócio comprovado e bem-sucedido está sendo anulado nesta crise. Se grandes filmes feitos para o cinema não forem exibidos lá, as oportunidades de mercado disponíveis não serão aproveitadas. É por isso que agora é muito mais importante tomar decisões com visão e não com miopia.

O cinema é uma tradição de 125 anos que mais do que se provou sua importância e significa o maior sucesso possível para todos os envolvidos nessa indústria. Lançamentos com uma janela exclusiva nos cinemas é uma necessidade absoluta. O cinema é um lugar para contar histórias. Isso não é possível sem um conteúdo de filme apropriado.

Se os parceiros dos cinemas alemães se basearem em estratégias de adiamento e evasão a curto prazo, eles não estão apenas brincando com o futuro dos cinemas, mas também com a diversidade e independência de toda a nossa indústria. Os grandes filmes pertencem à telona. O cinema cria uma experiência única e não pode ser substituída por streaming.

Por isso, acreditamos firmemente na tração do cinema e esperamos poder nos concentrar nos próximos filmes. Nós, como indústria do cinema, temos o compromisso de atrair visitantes e salvar a diversidade dos cinemas – e nós podemos fazer isso. Quando agimos juntos. Em parceria e com visão”.

A HDF Kino representa 600 cinemas da Alemanha, o que significa cerca de 80% das salas do país.

Essa não é a primeira vez que a organização cria polêmica com os serviços de streaming. A HDF Kino já tentou impedir a participação da Netflix no Festival de Berlim de 2019 e também aderiu ao movimento que conseguiu tirar a líder do mercado de streaming do Festival de Cannes.

Siga o Guia Disney+ Brasil nas redes sociais e fique por dentro das dicas, novidades e lançamentos do streaming da Disney.
• facebook.com/guiadisneyplus
• twitter.com/guiadisneyplus
• instagram.com/guiadisneyplus
• pinterest.com/guiadisneyplus


Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.