Disney em 2º lugar: Quem é a nova líder da bilheteria mundial?

Disney-logo Disney em 2º lugar: Quem é a nova líder da bilheteria mundial?

2023 marcou um ano atípico para a Disney, uma gigante do entretenimento que há anos dominava as bilheterias globais. Desta vez, a empresa enfrentou desafios significativos, com vários de seus filmes não atingindo as expectativas críticas ou financeiras, incluindo lançamentos da Marvel Studios, anteriormente considerada inabalável.

Disney em segundo lugar

A Disney arrecadou 4,8 bilhões de dólares em bilheteria mundial com 17 filmes lançados em 2023. Contudo, isso só foi suficiente para posicionar o estúdio em segundo lugar no ranking anual, ficando atrás da Universal, que somou 4,9 bilhões de dólares com 24 filmes. Essa é a primeira vez desde 2016 que a Disney não lidera a bilheteria global.

A Universal conseguiu um ano extraordinário, impulsionada por sucessos como Super Mario Bros. O Filme, Oppenheimer e M3GAN. O único grande sucesso da Disney em 2023 foi Guardiões da Galáxia Vol. 3, que arrecadou 845 milhões de dólares.

Super-Mario-Bros-o-Filme Disney em 2º lugar: Quem é a nova líder da bilheteria mundial?

Pela primeira vez desde 2014, nenhum título da Disney ultrapassou a marca de 1 bilhão de dólares. O remake em live-action A Pequena Sereia teve um sucesso moderado, mas o estúdio enfrentou uma série de decepções nas bilheterias com filmes como Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania, Indiana Jones e a Relíquia do Destino, Mansão Mal-Assombrada e As Marvels.

Vale ressaltar que a Disney poderia ter alcançado o primeiro lugar se tivesse lançado mais filmes. A diferença de 80 milhões de dólares em relação à Universal pode ser parcialmente explicada pelo fato de a Disney ter lançado apenas 17 filmes, contra 24 da Universal.

Uma preocupação para a Disney

Este cenário é preocupante para a Disney, principalmente porque a empresa também não teve nenhum filme entre os três mais rentáveis do ano. Os títulos de maior sucesso foram Barbie (1,4 bilhões de dólares), Super Mario Bros. O Filme (1,3 bilhões de dólares) e Oppenheimer (950 milhões de dólares). A Disney pode se consolar com o fato de ter mais títulos entre os 10 mais rentáveis do que qualquer outro estúdio, com um total de quatro.

Como aponta a Variety, os filmes da Disney são notoriamente caros, com orçamentos de produção variando entre 200 e 250 milhões de dólares, o que eleva significativamente a barreira para lucratividade. Assim, mesmo que Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania tenha sido o décimo filme mais rentável do ano com 476 milhões de dólares, ainda resultou em perdas para o estúdio em sua exibição nos cinemas.

A Warner Bros. ficou em terceiro lugar com 3,84 bilhões de dólares, seguida pela Sony Pictures e Paramount, ambas arrecadando cerca de 2 bilhões de dólares.

Perspectivas para 2024

O ano de 2024 permanece incerto. Tanto Marvel quanto DC estão planejando lançar apenas um filme cada, e apesar de a Sony ter programado três títulos do seu Universo do Homem-Aranha, apenas Venom 3 parece ter potencial para ser um grande sucesso. Este panorama sugere uma competição acirrada e possíveis mudanças nas estratégias dos estúdios para conquistar as bilheterias globais.

Atualizado em 03/01/2024

Foto do autor

Leo Carvalho

Leo Carvalho, jornalista de formação e nerd de coração, é um observador atento das tendências do entretenimento, em especial filmes e séries da Marvel e Star Wars. Sua formação acadêmica em jornalismo e entusiasmo de fã lhe permitem escrever textos com insights, análises detalhadas e olhar crítico.

Deixe um comentário