Diretor de ‘O Patriota’ diz que Marvel e Star Wars estão arruinando o cinema


Crossover-Marvel-Star-Wars-1-1024x576 Diretor de 'O Patriota' diz que Marvel e Star Wars estão arruinando o cinema

Em 2019, Martin Scorsese ganhou as manchetes ao se pronunciar sobre filmes da Marvel. O diretor renomado afirmou que as produções do estúdio “não são cinema” e deu a entender que filmes do gênero são fáceis de fazer, diferentemente dos projetos que ele desenvolve. Recentemente, Tom Holland tratou de defender o longa onde atuou, afirmando já ter trabalhado tanto em filmes de Oscar quanto em longas de heróis e garantiu que são todos iguais, apenas feitos numa escala diferente.

Além de Scorsese, o diretor de Duna, Dennis Villeneuve, já havia gerado revoltas ao indicar que os filmes do gênero de heróis não passam de grandes cópias, chegando a chamá-los de “Ctrl+C Ctrl+V”. E agora, mais um diretor vem chamando a atenção por criticar filmes do MCU sem mais nem menos.

Roland Emmerich, conhecido pelo filme Independence Day, lançado em 1996, resolveu comentar em uma entrevista recente, que grandes franquias, como as da Marvel e Star Wars, estão literalmente arruinando a indústria cinematográfica. Emmerich também é o nome por trás de lançamentos como O Patriota (2000) de Mel Gibson, O Dia Depois de Amanhã (2004), e Godzilla (1998).

Ironicamente, Roland Emmerich já havia revelado anteriormente que queria ser um cenógrafo, mas decidiu que queria ser um diretor depois de assistir a Star Wars: Episódio IV – Uma Nova Esperança, que estreou em 1977. Parece que a inspiração ficou só no passado, pois Emmerich decidiu ir contra justamente a franquia que o motivou a ser diretor.

Ele adicionou ainda que o gênero de filmes de catástrofe mudou imensamente nos últimos anos, “porque naturalmente a Marvel e a DC Comics, e Star Wars, assumiram praticamente o controle. Essas franquias estão arruinando um pouco a nossa indústria, porque ninguém já faz nada de original”.

Siga o Guia Disney+ Brasil nas redes sociais e fique por dentro das dicas, novidades e lançamentos dos streamings da Disney.
• facebook.com/guiadisneyplus
• twitter.com/guiadisneyplus
• instagram.com/guiadisneyplus
• pinterest.com/guiadisneyplus

Atualizado em 05/02/2022


56 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Isso se chama dor de cotovelo

    1. Concordo plenamente com você
      Ao invés de criticar, tente fazer filmes bons , eu adoro filmes, e a Marvel é show de bola

      1. Marvel faz 90% de filme ruim. Mas a fan base adora

        1. Concordo plenamente. a grande maioria dos filmes da Marvel são +ou-
          Mas gosto de todos….kkkkkkk

        2. Fans base?
          A garotada q nunca leu um gibi, ama os filmes!
          Questão d adaptação!
          Os (estrelas diretores) deveriam escrever filmes pra a faixa d idade mais avançada (eu, era d ouro) e não ficar culpando diretores d novas gerações!
          Ow saudades dos velhos filmes!

    2. É… Não estão conseguindo romper, se nivelar, interessar o público em um nível competitivo com os filmes Marvel e do gênero…. Tendo prejuízos nas bilheterias, e aí, o que fazem??? Gritam, jogam pedra ….. Inovem vocês então. Chamem a atenção do público .

      • Leonardo Sanchez Abrantes em 07/02/2022 às 10:52
      • Responder

      Exatamente, problema é deles se eles gostam de filmes q dão sono e q só os críticos do Oscar querem assistir.

    3. Se o preço público mande interessa por seus filmes, faça melhor! Num fode

  2. Ué, se o problema é falta de originalidade, pq eles mesmos não fazem algo original? Pra mim isso é se incomodar com o sucesso desses filmes por serem diretores medíocres…

    1. Os filmes da Marvel-Disney são realmente ruins tirando um e outro. Mas os filmes dele não ficam muito longe também, rs. Na verdade ele faz o mesmo filme catástrofe a vinte e tantos anos.

      1. Assisto e até me divirto com Marcel e DC , porém concordo em parte com eles ,e sinceramente esses filmes de herói de Gibi chega nem aos pés ,de grandes clássicos como o patriota ,o gradiador , coração valente dentre outros isso é que filme de verdade

          • Julian Carlos em 06/02/2022 às 13:47
          • Responder

          O patriota por exemplo não passa de um “ctrl+C +ctrl+V” dos livros de história, não tem nada de novo ali,assim como as histórias dos gibis, cada um assiste o que gosta e também produz,além da parte financeira claro.

        1. Exatamente. Hoje não se vê mais filmes do Calibre de dos que vc citou e fora muitos outros como: A espera de um milagre, O pianista, Um sonho de liberdade, Os suspeitos (1995), A lista Schindler, Quase Deuses, Além da linha Vermelha,Platoom, A luta pela esperança, Uma mente Brilhante e muitos e muitos outros. Parece que está faltando originalidade em Hollywood,

      2. Quem decide se é bom ou não é o público, e o fator de avaliação é a renda. Produtos lançados no mercado devem atender o consumidor. Bom que existam consumidores com diferentes gostos para atender a todos os gêneros de filmes. Resta aos produtores decidir a qual público querem vender e deixar de mimimi em resultados que podem ser previstos, mesmo considerando uma espessa margem de erro.

    2. A inveja é fogo. Na minha opinião são essas empresas que estão salvando os cinemas hoje.

    3. Quanto analfabetismo cinematográfico! Chamar Scorsese e Denis Villeneuve só corrobora o fato de Disney/Marvel Star Wars estão acabando com o cinema! Sucesso comercial não significa nem qualidade, nem inteligência.

    4. Ta puto, morde as costas! Kkkkkkkkk

  3. Como se “O Patriota” fosse melhor que os filmes da Marvel. Filme ruim, que nem chega aos pés dos filmes do MCU. Me polpe, isso pra mim é inveja

    1. Polpe

    2. Meu Deus, cale a boca!!

      • Pablo Felipe Correia dos Santos em 06/02/2022 às 17:01
      • Responder

      E pior que Patriota é aquela merda q foi Godzilla de 1998

    • Josué Quesada em 04/02/2022 às 23:14
    • Responder

    Ou seja, como ele e sua patota não conseguem ser originais, tavam a culpa nos outros…

  4. Que realmente a Marvel e dc são lixos

      • André gomes em 05/02/2022 às 20:38
      • Responder

      Falaram muitas verdades. Mas na minha opinião tanto os “filmes” de herói quanto os filmes clássicos precisam se renovar. A criatividade morreu, o roteiro desapareceu e a novidade sumiu.

    • Leonardo Cesar dos anjos em 05/02/2022 às 10:03
    • Responder

    Ué…ele não deixa de ter razão, TB considero 90% dos filmes de herói um enorme Control c Control v, só não percebe isso quem tá tentando defender um lado. Boa parte do público só vai pro cinema assistir esse tipo de filme, ficou bitolado, não dá chance pro novo, pro criativo, porque ficou bitolado…e é isso…

    1. Francamente eu não pretendo dar origem a debates, mas convém relevar que mesmo uma obra aparentemente não original vale mais que uma supostamente original que por sua vez é incapaz de atrair o interesse do público.

  5. Esse está desesperado pra aparecer

  6. Eu respeito a opinião do diretor sobre os filmes de heróis, no entanto para mim, tem um pouco de inveja por parte dele. Pois, eu assisto esses filmes e gosto. E afirmo também, que não é só filmes desses estúdios que é ctrl+c e ctrl+v, cerca de 95% de todos filmes são ctrl+c e ctrl+v.

  7. Não se trata de filmes ruins ou não. Esses diretores estão assim pq o público opta mais por esses tipos. Filmes assim estão ganhando mais publicidades. E tbm estão entrando em categorias do Oscar. Jamais um filme de super herói tinha concorrido a alguma categoria.

  8. Tudo é cópia, ainda mais se tratando de Hollywood… Mas o fato é que a Marvel soube levar isso a outro nível, produzindo filmes de alta produção em série, um blockbuster atrás do outro. Quem teve competência para fazer isso? A D.C. até tenta, mas como poeira. Evidentemente que não estamos falando de filmes-arte, mas filmes entretenimento. E era exatamente o nicho em que se encaixavam os filmes desses diretores, com exceção de Scorcese.

  9. Inveja é um sentimento tão triste

  10. Falou a verdade, ué. Eu leio gibi faz 40 anos, e perto das histórias originais, esses filmes são uma porcaria. Perto das grandes obras do cinema tbm. Mas como essa geração é primeira em décadas q conseguiu ser mais burra q seus pais, vai ser difícil convencê-la.

    1. Exatamente. Filmes de super-heróis pegam só a casca das obras de quadrinho e jogam fora o conteúdo. Nenhum deles me fez sentir do mesmo jeito do que ler a histórias originais, ou ver um bom filme original.

  11. Pegar um caça alienígena que caiu na área 51, criar um vírus de computador, que pode invadir um sistema de computação, provavelmente quântica, e entrar lá com um míssil nuclear, a esqueci, na nava mãe, desapercebido, e explodir tudo, não estraga o cinema também não? Deixa os fãs se divertirem, pq de vida real, tá todo mundo cheio já.

  12. Gente, já dizia,não de Deep Space Nine, claro, o Chacrinha, “Na TV, nada se cria tudo se cópia”, vale para o cinema também.

    1. Muito bom, kkkkkkk!

    • Fantty Araujo em 05/02/2022 às 15:59
    • Responder

    Concerteza é dor de cotovelo. Porque esses filmes estão fazendo sucesso na atualidade e esses outros não. Então porque eles não fazem alguma coisa grande….

  13. Acho q a maioria aqui nunca leu quadrinhos.
    Acompanhei Marvel, e DC desde os anos 1970.
    Nos anos 90 vieram as renovações….
    Parei de ler quadrinhos.
    Se querem entender oq eu falo, leiam Crise nas Infinitas Terras, DC anos 1980, ou Desafio Infinito, Marvel, 1991.
    Irão entender oq eu digo.
    Ah!
    Nunca perdi tempo em assistir adaptações, fossem séries ou filmes.

    1. Rapaz… Stan Lee, o criador das revistinhas, dava aval para todos os filmes da Marvel e ainda participava, porém agora o tiozão da Internet está reclamando da originalidade e qualidade dos filmes do criador das histórias dos heróis. Internet é algo inexplicável. Rsrs

  14. A indústria cinematográfica è feita de contradições e paradoxos.
    De um lado, citando o MCU, podemos encontrar histórias bastante superficiais, que recheadas de uma atuação cativante e excelente qualidade técnica (não apenas de CG e efeitos especiais), conseguiriam a proeza de promover uma guinada historica na cinematografia contemporânea ao pretender a ‘filmografia em arco serial’ (isso mesmo: arcos de histórias, com uma amarrada na outra, entre mais de vinte filmes). Ousadia, sem dúvida – e com muita qualidade – porém, desprovida de grandes pretensões artísticas – as quais sò começariam a aparecer no MCU, de fato, com a narrativa complexa de valores em Guerra Civil e Pantera Negra, sendo seguidas pela construção de um vilão de muitas camadas como o ‘Titã Louco’ (em seu arco filmográfico das duas derradeiras películas de Vingadores).
    –> Resultado: Grandes Bilheterias e Indicações ao Oscar.

    De outra parte, temos o caso DC, jà precedido de grandes demonstrações (como o Batman de 1989 ou a trilogia mais recente do vigilante engendrada por Nolan), onde Todd Philips admitiria que ao dirigir seu Joker, o faria com franca inspiração em O Rei da Comédia, de Scorcese. Usando para isso, inclusive, o parceiro de longa data e protagonista do filme dos anos oitenta, Robert De Niro.
    –> Resultado: Bilheteria Respeitável e Conquista de Oscar.

    É claro, recordemos que nada disso tira o valor inestimável da atuação soberba de Joaquin Phoenix (na trilha de excelente valor de atuação de Nickolson e Ledger), que numa crescente de intensidade narrativa do personagem, dissertando na tela sobre loucura/sanidade/trauma em uma sociedade urbana tóxica (paráfrase da contemporaneidade desde a segunda metade do século XX), progride inteligente e carismaticamente, embora perturbadora e agoniantemente também, até um ponto vertiginosamente libertador.
    Se na tela o efeito seria incrível, no ‘mundo extra-telas’, acarretaria uma respeitabilidade ao gênero de adaptação de HQs como filão de obras cinematográficas sagazes. E com isso, um diretor tido até então como ‘pária’ como Todd ‘Se Beber Não Case’ Philips, conseguiria ter espaço a demonstrar uma perspicácia que hà muito tempo lhe fôra subestimada.

    Ou seja: que as narrativas de adaptação quadrinìstica estejam ficando ‘repisadas’, isto é fato – e o perigo de fazer-se apenas no confortável lugar-comum do agrado aos fãs, se demonstra até mesmo seu maior risco (embora afastar-se deste público consumidor também possa ser uma atitude logística muito desagradável).
    Entretanto, não se pode negar que em seus melhores, mesmo a tão criticada indústria cinematográfica das HQs, tem tido numa tradição de exemplares, apresentado grandes contribuições ao cinema, fugindo ao mero clichê de sua redução crítica a uma puerilidade ou esterilidade criativa, ou mesmo sua classificação apenas como emanação da fatia mercadológica dos blockbusters.

  15. Eu amo a Marvel, mas meio que concordo. Alguns filmes da MCU são muito ctrl c / ctrl v… Ou não tem nada a acrescentar. Tipo, Capitã Marvel e Viúva Negra. Dois filmes que eu amo, mas se não existisse não faria diferença. E não adianta fã boy defender, porque todo mundo sabe que a Disney é uma máquina de fazer dinheiro que só se importa com isso ( e eu como cadelinha da Disney ainda vou lá dar dinheiro pra eles).

  16. Eu tenho que admitir que sinto falta de filmes com histórias mais dentro da realidade, filmes investigativos policiais, mas não acho que as franquias de super heróis estraga isso, pelo contrário estimula que eles façam filmes menos previsíveis, por que sinceramente é cada bosta que sai por aí sem história, que mal assistimos 10min já sabemos como vai terminar. É isso!

  17. Eles estão com raiva por que não laçam mais um Filme de Steve Seagal dos 700 que já tem do mesmo jeito o cara derrubando um Helicóptero com uma pistola a 10km e derrubando os NPCS no tapinha, eles dominaram a indústria por décadas com 5 filmes de Rock Balboa uns 10 de Van Dame , todos do mesmo jeito e agora choram, por que ninguém quer ver mais essas merdas.

  18. O nome disso é dor de cotovelo. :-/

    • Pablo Felipe Correia dos Santos em 06/02/2022 às 17:00
    • Responder

    Isso se chama inveja. Eles claramente tão falando essas merdas pra chamar atenção. O cara quer falar de Marvel, DC e Star Wars, mas foi o responsável por fazer a desgraça q foi o Godzilla de 1998. Esse povo mesquinho só fala isso pra chamar atenção, e pelo visto estão conseguindo. Reclamam de falta de originalidade, mas ñ fazem nada. Reclamam por filmes de heróis serem adaptações de quadrinhos, mas um deles adaptou um livro e pretende criar uma grande franquia com isso, grande como Marvel, DC e Star Wars. Isso é só gente invejoso e de ego inflado querendo chamar atenção

  19. Filmes de super heróis são muito bonitos aos olhos.
    Más péssimo! Pois como os próprios super heróis tentam enganar a morte, essa película tenta nos iludir com um contexto que todo mundo sabe o final. Contextos humanos são muito mais complexos em toda sua amplitude não tem pano de fundo definido.

  20. Teve época que filme de máfia tomou conta. São ótimos, mas também não deixam de ser adaptação de alguma história, seja real ou fictícia. Isso é raiva pois os gêneros de filmes que eles são bons já tiveram seu tempo de auge. Eu gosto demais desses diretores e seus filmes, mas faltou humildade aí

  21. Kkkkkj o cara tem opinião de ar de inveja! Star wars e o maior classico muito top, e estao dando continuidade no que e bom, estao trazendo e completando historias e filers de tudo que tem no universo star wars, o livro de boba fet esta em crossouver com mandaloriano, e esta muito interessante, nao acho que e copia e é simplesmente continuação da historia mais detalha e pra esse diretor invejoso porque ele nao cria algo envolvente, tipo uma historia que possa ser continuda, pois ja assisti varios filmes otimos que da o ar de uma continuacao e para por isso mesmo, exemplo hankok não teve continuação, e etc varios outras historias teve um pos credito e nao teve nada depois, pra mim ao meu ver esse diretor e um tosco invejoso e retardado kkkkk

  22. Arruinando?!?!?!
    Eles trouxeram à tona o sonho de muitos de nós que nascemos antes dos anos 80 e só tínhamos os quadrinhos.
    Pelo contrário, os filmes de heróis são pouco explorados e muito resumidos!
    Dava pra fazer sequências maravilhosas como: Homem Aranha : crise de identidade, dentre milhões de opções em ambos os universos.

  23. Pô mano quanta raiva no coração só por que você virou um velho gagá que não consegui abandonar coisa velha.

  24. O universo do conceito Arte tem expandido durante as décadas, livros, pinturas, esculturas, teatro dentre outras formas de arte mais antigas e classicas tem atualmente agregado uma ambientação mais moderna como hqs e games, dentre outras areas, e toda essa mescla tem convertido em adaptações para a 7 arte, o cinema, as telas, entretando saudosistas encaram com suspeitas tais inovações, assim como os defensores de novos habitos defendem a causa, blockbusters desde os anos 80 sofreram com o preconceito dos moderadores de holywood e no momento estes seguem no auge como uma resposta a discriminação a qual sofreram e tudo isso no final resulta em uma convergência que beneficiará ambos os lados, de nada adianta uma discussão o tempo apenas e sempre sacramentara mudanças em qualquer tipo de conceito de arte, particularmente eu gostei de quase todos filmes dos diretores em questão e muitos deles olhei no cinema em lançamento da mesma forma que os filmes a Marvel que eu também gostei, nenhum dos lados é perfeito e ambos tem boas falhas cinematográficas, entretanto é um errôneo apontar que a falha de um lado decorre do sucesso da outra parte, respeitando a velha guarda do cinema mas comentários assim são sinônimo de incompetência na minha opinião.

  25. O importante é que o público alvo gosta e acompanha os filmes e séries, é eles que pagam e gera sucesso a franquia. Mesmo tendo alguns não tão bons eu acompanho todos.

  26. Temos personagens em nossas mentes como heróis que vieram suas épocas e trouxera seus valores e ficaram eternizados, ai vem series “Mandaloriano” e começam desgastar o personagem de forma a acabar com a magia construída de quando éramos jovens e até mesmo crianças.
    Realmente o cinema esta perdendo a criatividade.

  27. Sr. Diretor de “O Patriota”, o seu fracasso é resultado de sua inércia… movimente e seja eficiente, e nos contemplem com bons resultados.

  28. Mais, vale um bom copião que um mau criador…

  29. Realmente concordo com eles, os filmes estão cada vez mais fracos, vide “eternos” e “homem aranha: sem volta pra casa”. Filmes cansativos, bobos, sem profundidade.
    “Não olhe pra cima” foi incrível, me surpreendeu, adoro críticas sociais, “o poço”, “parasita” filmes incríveis que não estão mais estreando no cinema, por que cinema virou um passeio adolescente, infantil, apenas para tirar selfie. Eles são grandes diretores e a crítica deles é para fazer nós pararmos um pouco e pensar, o cinema é mais do que um entretenimento, é arte! Pode transformar uma geração inteira, a sociedade. Nos lembrar/apresentar heróis esquecidos, vide”hotel Ruanda”, nos fazer repensar nossa sociedade. Existem filmes muito melhores do que Marvel e Star Wars, é só ter coragem de experimentar coisas novas.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.