Artista de Popeye promete história respeitosa do Mickey após domínio público

Mickey-O-Vapor-Willie Artista de Popeye promete história respeitosa do Mickey após domínio público

Randy Milholland, o artista de quadrinhos responsável por escrever a HQ de Popeye, vai lançar uma história estrelada por Mickey Mouse. O personagem mais antigo da Disney entrou em domínio público a partir de janeiro de 2024 e rapidamente começou a aparecer em diversas obras que usam sua imagem, como um novo jogo de terror. Uma delas é uma nova revista ilustrada que, de acordo com seu autor, pode ser a única que não faz uma paródia com a icônica figura da animação.

O lançamento de O Vapor Willie – o primeiro curta-metragem animado da Disney – em domínio público no último dia 1º de janeiro resultou em vários projetos adjacentes ao Mickey Mouse que entraram em produção. A maioria deles traz uma versão assustadora do personagem, com dois filmes de terror e um videogame anunciados até o momento. No entanto, o artista do Popeye, Randy Milholland, lançou uma história em quadrinhos mais fiel ao espírito do desenho e igualmente adequada para crianças.

A HQ é intitulada Mousetrapped (Preso na Ratoeira, em uma tradução livre) e apresenta as versões de Mickey, Minnie e Bafo de Onça que aparecem no curta original. Vale notar que nenhum nome protegido por direitos autorais é usado no quadrinhos, embora as imagens desses personagens sejam familiares na obra.

Isso é destacado por Milholland, que observa especificamente que “não há reivindicações de direitos autorais ativos ou marcas registradas de propriedade da Walt Disney Company”.

Quadrinista se surpreende ao ser um dos únicos a lançar uma versão “normal” do Mickey

No primeiro dia do ano, ao anunciar sua história estrelada por Mickey Mouse, Milholland usou o Twitter para expressar sua surpresa ao conferir os outros lançamentos com o personagem que havia acabado de entrar no domínio público. Ele apontou que foi um dos únicos que não transformou o famoso rato em uma paródia ou versão deturpada.

Acabei de me dar conta de que talvez eu seja a única pessoa a fazer algo do Mickey Mouse que não seja do tipo ‘Sim, agora posso distorcer ou zombar do personagem’”, ele escreveu. 

Eu tenho histórias com a participação do Gato Félix”, ele também respondeu a um fã, revelando que deve continuar o enredo trazendo mais personagens. “Só preciso ter certeza de que estou usando a versão de domínio público, pois não quero ser processado. Sei que há algumas versões que não são permitidas”.

Em 1º de janeiro de 2024, os direitos autorais de O Vapor Willie expiraram e ele entrou em domínio público, o que significa que qualquer pessoa pode criar obras baseadas nele. No entanto, as versões posteriores do Mickey ainda estão protegidas por direitos autorais, o que significa que nem toda variante do amado camundongo está liberada para uso.

O Vapor Willie está disponível no catálogo do Disney+.

Atualizado em 08/01/2024

Foto do autor

Ana Gambale

Estudante de Cinema e Audiovisual, fã de Disney e Pixar, cultura pop e internet, viciada em k-pop e eterna amante de séries.

1 comentário em “Artista de Popeye promete história respeitosa do Mickey após domínio público”

Deixe um comentário