Teoria explica como o Capitão América pode ser avô do Hulk

Hulk-e-Capitao-America Teoria explica como o Capitão América pode ser avô do Hulk

Às vezes nos deparamos com teorias de fãs que são absolutamente malucas, mas também interessantes, especialmente quando se trata do Universo Cinematográfico da Marvel. Muitas dessas hipóteses acabam não se confirmando nos projetos do MCU ou são provadas como erradas, mas não deixa de ser divertido.

Uma teoria particularmente insana foi compartilhada recentemente no Reddit, sugerindo que o Capitão América pode ser o avô do Hulk. Parece bizarro, certo? Mas leia e talvez você mude de ideia.

Primeira vez de Steve Rogers e combinação genética única

Na cena pós-créditos do primeiro episódio da série Mulher-Hulk: Defensora de Heróis, do Disney+, Bruce Banner (Hulk) revela para Jennifer Walters (Mulher-Hulk) que o Capitão América teve um pequeno romance com uma jovem durante sua turnê da USO (United Service Organizations) em 1943.

A segunda coisa revelada no capítulo “Uma Quantidade Normal de Raiva” é que Bruce e Jennifer compartilham uma rara combinação de fatores genéticos que os permite metabolizar a radiação gama. O Hulk Esperto ainda complementa: “só há um milionésimo por cento de chance de criar outro igual a nós“.

Agora, quando colocamos essas duas informações lado a lado, isso sugere que a dupla de Hulks pode estar relacionada a Steve Rogers. Mas como? O autor da teoria explica:

O princípio narrativo da Arma de Tchekhov implica que os Hulks são os netos ilegítimos do Capitão, e seu físico aprimorado pelo soro do supersoldado passou uma mutação especial de afinidade com a radiação gama para seus descendentes.

Hulk-e-Mulher-Hulk-DNA Teoria explica como o Capitão América pode ser avô do Hulk

Para contextualizar, a Arma de Tchekhov é um princípio dramático onde todos os elementos presentes em uma história devem ser necessários e elementos irrelevantes devem ser removidos. Em outras palavras, se uma coisa é mencionada em uma história, ela deve desempenhar um papel importante na trama.

Sequência dos fatos da teoria

Capitao-America-na-turne-da-USO Teoria explica como o Capitão América pode ser avô do Hulk

O criador da teoria continua com uma linha do tempo com base da revelação de Bruce sobre a primeira vez de Steve Rogers e nas informações do Wiki do MCU:

  • 1943 – Capitão América tem uma relação com uma garota durante a turnê da USO.
  • 1944 – O último ano em que uma criança ilegítima do Capitão América pode nascer.
  • 1962 – A criança ilegítima atinge uma idade razoável para procriar (18 anos).
  • 18 de dezembro de 1969 – Bruce Banner nasce filho de Brian Banner (irmão de Elaine Ann Banner).
  • 1985-95 – Elaine Ann Walters (nascida Banner) dá à luz Jennifer Walters (ano baseado nas datas de nascimento de Tatiana Maslany e de Jennifer Walters no início dos anos 90, de acordo com o Wiki).

Para que a teoria funcione, o Capitão teria que ser o avô, pois a linha do tempo entre a concepção da criança ilegítima e o nascimento de Bruce Banner é muito apertada para que a criança seja qualquer coisa além do pai direto de Bruce Banner“, ele continua explicando.

“Isso significa que, SE tanto Bruce quanto Jennifer compartilham a rara combinação genética E são simplesmente primos sem parentescos adicionais, E ambos têm um filho ilegítimo do Capitão América como pai, ENTÃO os pais que contribuíram com o gene gama têm que ser gêmeos fraternos, já que Brian e Elaine são de sexos opostos. Brian teria 25 anos quando Bruce nasceu e Elaine teria entre 41 e 51 anos quando Jennifer nasceu; um pouco forçado, mas não irracional.

O que contribui para essa teoria parecer possível é o fato de tanto a raridade genética quanto o caso do Capitão América serem mencionados no mesmo episódio. Hulk ainda revela o affair de Steve Rogers na cena pós-créditos do mesmo capítulo, e isso também deve significar algo.

Como dissemos, é uma teoria insana, mas totalmente plausível.

Todos os episódios de Mulher-Hulk: Defensora de Heróis estão no Disney+.

Foto do autor

Leo Carvalho

Leo Carvalho, jornalista de formação e nerd de coração, é um observador atento das tendências do entretenimento, em especial filmes e séries da Marvel e Star Wars. Sua formação acadêmica em jornalismo e entusiasmo de fã lhe permitem escrever textos com insights, análises detalhadas e olhar crítico.

Deixe um comentário