Qual é a língua falada por Tigrinha em Peter Pan e Wendy?

Tigrinha-Peter-Pan-e-Wendy-1 Qual é a língua falada por Tigrinha em Peter Pan e Wendy?

A Tigrinha tem sido um elemento presente nas adaptações da história de Peter Pan. Freqüentemente representada como a filha do chefe entre a população da Terra do Nunca que parecem ser indígenas americanos, a personagem e sua comunidade representam um grupo diferente dos Garotos Perdidos de Peter Pan e do bando de assassinos e piratas do Capitão Gancho.

Agora que a Disney lançou a nova versão live-action da famosa história infantil, Peter Pan e Wendy, do diretor David Lowery, o público viu uma nova versão da Tigrinha interpretada por Alyssa Wapanatâhk, e ela atua como uma aliada dos Garotos Perdidos e de Peter Pan (Alexandre Molony).

No entanto, alguns podem se perguntar que língua é aquela que a Tigrinha fala no filme e se é real ou inventada. A própria atriz é integrante da Nação Cree e trouxe a linguagem de sua própria cultura para o papel.

Falando com a CTV News, Alyssa disse: “Quando tive a oportunidade de compartilhar nossa cultura, sabia que eles estavam lá comigo o tempo todo. Eu sabia que eles iriam ver isso, que nossos filhos e bebês, nossas avós, todo mundo vai ver isso. Isso significa muito para mim, eu acho que elas serão vistas e representadas de uma maneira boa.”

A língua Cree é uma das mais populares entre as populações indígenas

Tigrinha-Peter-Pan-e-Wendy Qual é a língua falada por Tigrinha em Peter Pan e Wendy?

De acordo com a The Canadian Encyclopedia, um censo realizado em 2016 apontou que a língua Cree ainda era falada por 96.757 pessoas no Canadá, representando uma das línguas indígenas mais populares nos dias de hoje. A língua também cobre uma grande área geográfica e é praticamente falada de uma costa à outra na América do Norte.

O desejo de melhorar a representação dos nativos americanos na história influenciou muito não apenas a linguagem da Tigrinha, mas muitas coisas sobre a nova visão da personagem em Peter Pan e Wendy.

Em uma entrevista separada para o Native News Online, Alyssa Wapanatâhk explicou como a produção trabalhou com consultores para garantir a autenticidade.

“O Dr. Kevin Lewis estava lá basicamente o tempo todo e ele me ajudou com a língua Cree porque eu não falo Cree fluentemente. Também consegui entrar em contato com minha avó e meu avô adotivo que me ajudaram com a língua Cree”.

Em entrevista para a Entertainment Weekly, David Lowery explicou como lutou para adaptar o clássico atemporal.

“Você fica constantemente dizendo: Ok, culturalmente o que funciona agora? Algo tão simples como tirar as armas das mãos dos piratas muda muitos aspectos do filme clássico da Disney. Quer dizer, o Capitão Gancho tem muitas cenas engraçadas com sua pistola. O filme original de Peter Pan é obviamente terrivelmente racista, e isso tem que ser jogado pela janela.”

Peter Pan e Wendy já está disponível para os assinantes do Disney+.

Atualizado em 02/05/2023

Foto do autor

Leo Carvalho

Leo Carvalho, jornalista de formação e nerd de coração, é um observador atento das tendências do entretenimento, em especial filmes e séries da Marvel e Star Wars. Sua formação acadêmica em jornalismo e entusiasmo de fã lhe permitem escrever textos com insights, análises detalhadas e olhar crítico.

Deixe um comentário