Como TRON: Ares vai explicar a ausência de personagens importantes?

Tron-O-Legado Como TRON: Ares vai explicar a ausência de personagens importantes?

A franquia TRON, conhecida por sua inovação visual que explora a relação entre humanos e inteligência artificial, está prestes a receber uma nova adição com TRON: Ares. Este novo filme promete ser uma reviravolta significativa em relação ao seu predecessor, TRON: O Legado, sugerindo uma recontagem da trama que poderia explicar a ausência de personagens chave da sequência anterior.

TRON: Ares introduzirá Jared Leto no papel de Ares, marcando-o como o primeiro programa digital a transitar para o mundo real. Esta premissa estabelece Ares como uma figura pioneira, obrigando a humanidade a reconhecer a existência da inteligência artificial como seres vivos.

Tal desenvolvimento coloca em questão a continuidade narrativa com TRON: O Legado, que também apresentou um programa, Quorra, fazendo essa transição do digital para o físico. Essa contradição sugere uma revisão potencial dos eventos e personagens fundamentais de TRON: O Legado, incluindo Quorra e Sam Flynn, filho de Kevin Flynn.

Entre a continuidade e a reconstrução

TRON: O Legado finaliza com Sam e Quorra escapando para o mundo real, estabelecendo Quorra como a primeira inteligência artificial a fazer tal jornada. No entanto, a descrição oficial de TRON: Ares ignora esse fato, concentrando-se em Ares como a primeira IA a alcançar este marco. Esta abordagem não só diminui a importância da jornada de Quorra mas também sugere uma omissão deliberada de seu destino para redirecionar o foco para novos personagens e temáticas.

Além disso, a ausência de menção a Sam e Quorra nas prévias de TRON: Ares e a não inclusão dos atores Garrett Hedlund e Olivia Wilde no elenco confirmado reforçam a especulação de que TRON: Ares se distancia de ser uma sequência direta para se posicionar como um reinício ou reboot da franquia. Esta mudança estratégica poderia explicar a redefinição de Ares como a primeira IA no mundo real, potencialmente ignorando ou até mesmo invalidando os eventos de TRON: O Legado.

Implicações do novo enredo para o universo de TRON

Tron-Ares Como TRON: Ares vai explicar a ausência de personagens importantes?

A decisão de focar em um novo programa em detrimento dos personagens que retornam sugere uma intenção de explorar novas direções temáticas, possivelmente deixando para trás os elementos estabelecidos em TRON: O Legado. Esta estratégia de reboot poderia permitir maior liberdade criativa, embora corra o risco de alienar fãs apegados aos personagens e à história original.

TRON: Ares está previsto para estrear nos cinemas em 2025, prometendo aos fãs da franquia uma nova visão sobre o mundo digital e sua interseção com a realidade humana. À medida que a data de lançamento se aproxima, a comunidade de fãs permanece atenta para descobrir como essa nova adição irá se conectar com o legado da série e se os mistérios em torno da exclusão de personagens chave serão finalmente revelados.

TronTron: O Legado e TRON – A Resistência estão disponíveis no Disney+.

Foto do autor

Leo Carvalho

Leo Carvalho, jornalista de formação e nerd de coração, é um observador atento das tendências do entretenimento, em especial filmes e séries da Marvel e Star Wars. Sua formação acadêmica em jornalismo e entusiasmo de fã lhe permitem escrever textos com insights, análises detalhadas e olhar crítico.

Deixe um comentário